sandro barros

Inventivo e talentoso desde criança, aos 17 anos Sandro saiu de Itapetininga e foi para São Paulo fazer faculdade de Moda. Começou a trabalhar com produção, ganhando uma boa base para o trabalho que executa hoje. Sua história com o design começou na Daslu, onde trabalhou durante 9 anos, iniciando sua carreira como stylist interno e em seguida assumindo o cargo de estilista das roupas de festa da grife.

Foi junto da então amiga e cliente, Renata Queiroz de Moraes, que em 2012 o Atelier Sandro Barros ganhou vida, consagrando o nome de um dos estilistas mais conceituados da capital paulista. Para celebrar essa conquista, alguns dos vestidos mais icônicos de Barros estavam em exposição no Salão Casamoda Noivas, em São Paulo. Durante o coquetel de abertura da exposição, Sandro Barros contou com exclusividade à Revista L’Officiel, um pouco sobre sua carreira, mercado e dicas infalíveis para se ter o casamento perfeito. Confira!

exposição casamoda

Quais são as principais tendências para noivas atualmente? O mercado de roupa de festa nunca esteve tão em alta. Há um tempo, a seção habillé de quase todos os designers era escondida, como se fosse algo ‘’cafona’’. Hoje, eles expõem os vestidos na vitrine e isso é o que mais movimenta o mercado. Em termos de tendência, cada vez mais as noivas querem vestidos com alguma transparência, com manga comprida, cintura marcada e muito bordado.

Você considera seu trabalho como Alta Costura? No Brasil, não podemos usar esse termo porque ele é patenteado pela França. Porém, nós fazemos uso de todas as técnicas da clássica Couture francesa e italiana, então por que não dizer que também é Alta Costura? Em termos de acabamento, eles são os mesmos, todos feitos à mão. Muitas rendas que vejo hoje no atelier, às vezes encontro no desfile do Versace, da Chanel. Então, pensando nos processos de costura e modelagem, podemos dizer que fazemos Couture, sim!

E existe espaço para ‘’Alta Costura’’ no Brasil? Para quem faz roupa de festa bem feita, existe. O Brasil é um país muito festeiro, basicamente todas as festas aqui são de casamento. Acho complicado existir espaço para a Couture internacional, pelos preços exorbitantes. Mas para quem faz um trabalho diferenciado, tem muito espaço.

sandro barros

E para finalizar, quais são suas dicas para a noiva ter um casamento inesquecível? A primeira coisa é que para casar, a noiva precisa estar apaixonada. Se não estiver, ela vai repensar o casamento. Depois, ela precisa estar cercada de pessoas que ama; a lista de convidados tem que ser de pessoas que façam parte da vida dela. Além disso, tem que se cercar de profissionais competentes e que tenham empatia pela noiva, assim como ela precisa ter empatia por eles.  Isso porque o longo processo do pré-casamento deve ser prazeroso: a noiva não precisa sofrer quando for se encontrar com o cerimonialista e nem para provar seu vestido.

E a fatal decisão de qual look usar? Encontrar um estilista que ela goste é essencial. Na maioria das vezes, a noiva é uma menina jovem que nunca usou roupa sob medida e que nunca se viu como noiva, então é interessante ela provar alguns vestidos e ver o que lhe cai bem, e a partir disso buscar um designer que combine com seu estilo. Assim, no grande dia, a noiva estará tranquila e confiante, sem preocupações, aproveitando a festa.

Fotos: Bia Gomes

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *