Para os apaixonados por vinhos, a harmonização com pratos é um detalhe importante para ser pensado antes de servir um rótulo. E sabemos que é possível harmonizar bons vinhos com todos os tipos de pratos e alimentos – inclusive com o chocolate.

Devido às características tradicionais do chocolate, como o sabor marcante e o alto teor de gordura e açúcar, as papilas gustativas ficam sobrecarregas e o processo de harmonização fica um pouquinho mais difícil.

Como vinho e chocolate são minhas grandes paixões, busquei algumas dicas para uma deliciosa experiência de harmonização e coloquei aqui para dividir com vocês… (a principal referência é do Grupo Pão de Açúcar)

Chocolates brancos são tradicionalmente produzidos com açúcar, manteiga de cacau e leite, o que faz com que esse seja o tipo de chocolate mais doce do mercado. Portanto, a regra básica para harmonizar um chocolate branco é buscar vinhos doces para complementar seu sabor – sejam eles brancos ou tintos.

Geralmente os especialistas recomendam vinhos que passam pelo processo de fermentação malolática. Essa fermentação ajuda a reduzir a acidez da bebida e geralmente é estimulada em vinhos com características espumantes. Por isso, os espumantes moscatéis podem ser uma boa pedida para combinar com aquele chocolate branco que você tanto gosta.

Voltando à regra do combinar alimentos e bebidas doces, é fácil compreender por que os chocolates ao leite devem ser harmonizados com vinhos mais adocicados. Uma opção simples para acertar a combinação é o vinho do Porto, que consegue complementar o sabor do chocolate sem anulá-lo – e vice-versa.

Opte por um Tawny, que vai valorizar o sabor do seu chocolate. Harmonize esse tipo de vinho não somente com as suas barras de chocolate ao leite favoritas, como também com tortas de chocolate, ganaches e mousses bem docinhas.

Esse é o tipo de harmonização de vinhos mais fácil de ser realizada, já que os meio-amargos e amargos são versões menos doces de chocolates. Além do menor teor de açúcar, esses chocolates também têm menor concentração de gordura em sua composição e mais características do sabor e aroma do cacau. Por serem mais fortes e marcantes, harmonizam bem com vinhos tintos de características semelhantes.

Para os chocolates meio-amargos, qualquer tipo de tinto jovem ou mais encorpado pode combinar com o seu sabor. Escolha sua uva favorita e faça o teste! Já os chocolates com teor de cacau mais elevado (variando entre 70 e 90%) pedem vinhos com taninos marcantes, para complementar bem o amargor desse alimento.

Existem muitos chocolates no mercado que não são produzidos apenas com a tradicional mistura de cacau, leite e açúcar que conhecemos. Chocolates recheados, com caramelo, pedaços de frutas, biscoitos, castanhas e vários outros ingredientes são muito fáceis de ser encontrados como alternativas saborosas para quem gosta desse doce.

Essas características podem dificultar um pouco o processo de harmonização, mas basta ficar atento ao sabor que predomina no doce. É ele que deve ser levado em consideração na hora da harmonização.

Assim como qualquer outro tipo de harmonização, apesar de algumas regrinhas lhe ajudarem a acertar o tipo de vinho ideal para tomar em cada situação, a palavra final sempre deve ser baseada no seu gosto. Provou alguma combinação que não estava dentro dos padrões e achou gostoso? Então essa é a escolha ideal para você! O importante é nunca se esquecer de testar e respeitar seu paladar para usufruir do prazer de saborear as delícias que são os vinhos e os chocolates.

Ansiosa para começar a testar todos esses sabores. E você, qual será sua próxima taça de vinho?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Comment *